A maioria dos livros sobre a Idade Média européia fala muito pouco ou quase nada sobre um fenômeno que marcou profundamente o continente e de certa forma deixou cicatrizes que permanecem até nossos dias, a terrível “morte negra”, a pandemia de peste bubônica que assolou a Europa em meados do século XIV.

Síntese das diferenças entre o modelo político aristotélico e o hobbesiano, sendo o primeiro inserido no contexto da antiguidade grega e o segundo na era moderna, fundamentando Estados Absolutistas. É interessante como leitura e tentativa de conhecimento das formações políticas históricas.

Página 2 de 4